O departamento financeiro como centro da mudança tecnológica
31/08/2021
Por Axesor

A recente transformação digital das finanças por meio da tecnologia financeira e de modelos de negócios inovadores pode ser comparada à revolução industrial do início do século XIX. A transformação digital é definida como o uso de tecnologia para alcançar melhorias nos negócios. Isso inclui o refinamento dos processos digitais existentes e o aproveitamento de novas tendências para introduzir novas linhas de negócios na organização.

Da invenção do 'blockchain' à ampla adoção de pagamentos móveis ou crowdfunding de capital, organizações estabelecidas e startups entraram em uma nova era digital, buscando maneiras de aproveitar seu potencial aparentemente infinito.

Até recentemente, a responsabilidade pela execução dessa transformação digital nas empresas tendia a recair sobre o diretor de marketing, chefe de vendas ou a posição recém-criada de diretor de inovação ou CIO (Chief Innovation Officer). as equipas financeiras têm desempenhado um papel fundamental no aproveitamento do poder dos dados e da tecnologia para impulsionar o crescimento e a eficiência dos negócios. Não surpreendentemente, 92% dos CFOs inquiridos para um estudo de CFO Global afirmam que um CFO de sucesso deve ter um bom relacionamento profissional com o CIO de sua empresa, e 77% deles afirmam ter melhorado o relacionamento com seus correspondentes em 2020, o ano em que o investimento em transformação digital aumentou como resultado da pandemia global que vivemos.

Por isso, e como um dos principais impulsionadores da transformação digital, o departamento financeiro deve ser entendido como uma área que ajuda as organizações a impulsionar o desempenho, implementar transformações e tornar realidade as ambições estratégicas da organização. E é que, por meio da transformação digital das finanças, as organizações poderão garantir a manutenção de sua competitividade no mercado.

Situação atual

Em um ambiente complexo e em constante mudança, a função financeira surge como um parceiro valioso e líder que orienta as decisões de negócios e até mesmo lhes dá um impulso decisivo. Agora é a hora dos CFOs começarem a perceber que, em vez de segui-los, eles podem definir as tendências e os princípios básicos das organizações para moldar sua abordagem estratégica. No entanto, neste contexto, encontramos dados que demonstram uma realidade ligeiramente diferente. De acordo com uma pesquisa da Strategic Finance, 6% dos entrevistados discordam da afirmação de que o financeiro está fortemente envolvido em iniciativas de estratégia digital, e os outros 54% são neutros. Isso sugere que, em mais da metade das organizações, as finanças ainda não estão totalmente envolvidas nos planos estratégicos de digitalização.

Como essa situação pode ser modificada?

A receita para a transformação digital está na mistura de mudanças no modelo de negócios com mudanças na cultura empresarial. Se a função financeira for capaz de introduzir esses dois elementos, ela pode impulsionar a transformação. Uma transformação que, com uma sólida parceria CFO-CIO, nos permitirá olhar para o futuro para definir as linhas estratégicas de atuação da entidade.