O CFO enfrenta o desafio da incerteza financeira
14/09/2021
Por Axesor

A sociedade em geral e as empresas em particular vivem em tempos de incerteza financeira. Nesse sentido, os CFOs enfrentam o desafio de cumpri-la com todas as ferramentas ao seu alcance. O planeamento, a gestão de riscos e a adoção de novas tecnologias são apenas alguns dos segredos que podem ajudá-lo a manter ou melhorar a posição do seu negócio no mercado.

Quanto mais incerteza, maior a necessidade de planeamento

Há apenas dois anos, inteligência artificial e trabalho remoto eram conceitos pouco usados nas áreas econômicas de organizações empresariais. Atualmente, quem não incorpora novas formas de trabalho e tecnologia nos departamentos financeiros tem boas chances de ficar para trás. O que a economia do futuro reserva para nós? Como as empresas podem se preparar?

Principais áreas de ação do CFO em tempos de incerteza

Uma das muitas questões destacadas pela pandemia foi a crescente importância dos CFOs e sua capacidade de responder de forma adequada às mudanças.

Esses diretores, agora mais do que nunca, precisam entender maneiras de criar valor, impulsionar o desempenho e gerar crescimento lucrativo e sustentado, bem como incluir políticas de redução de custos e buscar novas maneiras de aumentar a receita. Portanto, eles devem ter um papel mais ativo nas operações de negócios. Como eles fazem isso?

1. Planeamento e gestão de riscos

Planear e gestão riscos agora é mais necessário do que nunca. Trata-se de minimizar ameaças ou riscos negativos e aproveitar as oportunidades em todo o seu potencial.

Para isso, é necessário levar em consideração o grau de incerteza dos mercados, a probabilidade da ocorrência e calcular o impacto que o surgimento do risco teria no negócio, o chamado custo incremental. O CFO deve levar em consideração todos os cenários possíveis, para reagir rapidamente caso eles ocorram.

2. Maior acessibilidade aos dados

Um CFO preparado tem os recursos para ter dados úteis o tempo todo, embora sempre haja informações imprecisas ou dispensáveis. É por isso que mecanismos de recolha e análise de dados precisos e mensuráveis são essenciais para fazer seu trabalho com eficácia.

Com todo esse conhecimento, você poderá realizar um planeamento de negócios mais dinâmico para responder às mudanças e, se necessário, corrigir o curso. E não só isso, graças a essa acessibilidade aos dados, o CFO pode entender melhor o impacto nas receitas e despesas, por exemplo, os clientes estão a pagar a tempo? Quantos deles não estão a pagar? Que consequências isso tem para a empresa? Quais contratos de fornecedores devem ser renegociados com base nas mudanças do pedido?

3. Adotar novas tecnologias

Manter a competitividade em termos tecnológicos é essencial nas áreas financeiras. A falta de tecnologia e inovação pode ter consequências graves para os negócios. Aqueles agora deixados para trás devido a ineficiências operacionais e sistemas desatualizados podem ser para sempre relegados a um espaço residual de mercado.

O fato é que as organizações que aproveitam as vantagens das novas tecnologias mais cedo podem escalar com muito mais rapidez e garantir sua posição no mercado. São as primeiras que se beneficiam das maiores oportunidades de rentabilidade. Aplicativos e softwares de gestão, análise de dados e segurança dos sistemas são essenciais para a obtenção de bons resultados.

4. Desenvolvimento de novas habilidades

Em linha com o exposto, a adoção de novos recursos tecnológicos pode exigir o desenvolvimento de novas competências. O CFO tem a responsabilidade de conhecer todo o conjunto de ferramentas tecnológicas disponíveis para melhorar o trabalho do seu departamento. Além de utilizá-los, você deverá atuar como referência na implantação dos novos esquemas de trabalho na organização. Nestes casos, o processo deve ser ativo e participativo, procurando envolver todos os membros da equipa.

A essas competências técnicas, diretivas e de liderança, o CFO deve incorporar a capacidade de equilibrar o processo de transição entre os modelos clássicos de trabalho e os sistemas que estão sendo impostos e que estão vinculados às novas tecnologias.

Nesta fase de incerteza financeira e grande volatilidade, os CFOs desempenham um papel decisivo e cada vez mais importante nas organizações. Isso significa estar mais preparado do que nunca para enfrentar qualquer desafio e mudança que surgir em nosso caminho.